FGV Jr.

Empresas juniores no Brasil: O cenário de Federações

Inspirados pelos desafios de seu país, alguns jovens inconformados têm escolhido participar ativamente da solução: Empresas juniores no Brasil. Para isso, investem na sua capacitação para causarem impacto expressivo na realidade brasileira. No entanto, eles não estão sozinhos! O que começou como um mero inconformismo ganhou forma de um sólido movimento empreendedor.  O Movimento Empresa Júnior reúne e conecta as empresas de gestão exclusiva de alunos – as chamadas Empresas Juniores (EJs). O esforço conjunto de milhares de jovens tem materializado sonhos e ajudado empreendimentos a alavancarem os resultados de seus negócios. Paralelamente, os participantes têm a oportunidade de se desenvolverem pessoal e profissionalmente em um ambiente de aprendizado prático durante a sua graduação. Como forma de organizar e divulgar o Movimento Empresa Júnior no Brasil, surgiram as federações. As federações congregam o conjunto de EJs espalhadas pelas 27 unidades federativas do Brasil e lutam para potencializar essas inciativas como catalisadores de transformação e motores do empreendedorismo no país.

Fonte: BRASIL JÚNIOR

cenário de empresas juniores no brasil

Empresas Juniores: RioJunior e BrasilJunior

No âmbito nacional, a rede integrada de EJs encontra suporte na BrasilJúnior (federação nacional). Por meio de eventos de integração e palestras, é assegurado o alinhamento a um padrão de excelência de gestão interna e de prestação de serviços. Os valores da BrasiJúnior – sinergia, orgulho de ser MEJ, compromisso com resultados, transparência e postura empreendedora – são vivenciados na prática nesses eventos. A reunião de jovens empreendedores de todo o país converge para a discussão de temas e tendências do setor, fomentando a troca de experiências entre empresas juniores de diferentes segmentos, culturas, portes e estágios de consolidação.

Além da garantia da unidade nacional, alguns interesses locais são representados pelas federações estaduais. Fundada em 1998, a RioJunior – a Federação das Empresas Juniores do Rio de Janeiro- tem cumprido sua missão de fortalecer, alinhar e expandir o MEJ no estado. A RioJunior media os interesses de 51 empresas juniores que atuam no mercado fluminense, fazendo a interlocução com a BrasilJúnior. Por meio das federações, a legitimidade das EJs diante da sociedade tem crescido exponencialmente. Cada vez mais empresas, organizações e indivíduos tem reconhecido o valor dos projetos tocados por alunos de graduação e confiado neles para solucionarem os seus problemas.

Colaboração em vez de competição

Em contraste com a atmosfera de competição do mercado sênior, a palavra de ordem no setor júnior é colaboração. Frequentemente, as empresas identificam oportunidades de cooperação e dialogam para gerar soluções de alto valor agregado.  Um caso bem-sucedido de parceria se concretizou entre a FGV Jr. e a IME Jr. Percebendo que certos clientes que procuram consultoria possuíam algumas demandas que extrapolavam a carta de serviços oferecida, a colaboração entre as duas empresas permitiu somar as especialidades para atender uma demanda mais abrangente. Enquanto a IME Jr. podia ofertar serviços de engenharia e desenvolvimento de tecnologia, a FGV Jr. cuidava dos serviços de consultaria empresarial. Com isso, os projetos de cada EJ, em sua respectiva área de atuação, se complementam para responder de forma plena às necessidades complexas do cliente. 

Por que pertencer a uma federação

Estar federado à RioJunior significa fortalecer o vínculo entre as empresas que compõe essa Federação. Enquanto membro da Federação, a FGV Jr. interage com os demais empresários juniores de seu Estado, contribuindo decisivamente para fomentar a cultura empreendedora no Rio de Janeiro. O ambiente criado é propício à troca de experiências, caracterizado pela colaboração e estímulo ao crescimento mútuo. Num verdadeiro intercâmbio, a FGV Jr. aprende muito das experiências de outras EJs e, por outro lado, divide sua própria experiência para auxiliar outras empresas a aprimorarem sua atividade. Dentro da federação, são compartilhadas boas práticas, desafios enfrentados, resultados de estratégias implementadas e benchmarketings. Com isso, o objetivo almejado pela conexão é consolidar o Movimento Empresa Júnior como um todo, formando jovens líderes cada vez mais capazes de impactar o seu país com projetos.

Agora que você sabe mais sobre o MEJ, clique aqui e descubra como empresas juniores podem ser a solução para negócios em meio à pandemia de Covid-19.

Translate
×